Encontro de Mulheres termina com ministração da missionária Ester Olegário

A última reunião das esposas de pastores nesta AGE foi marcada por uma impactante mensagem, ministrada pela missionária Ester Olegário. Com base no texto de Gênesis 6.5-8, ela falou sobre os desafios da mulher cristã, principalmente esposas de obreiros, diante de um mundo marcado pelo ceticismo e pela imoralidade.

Ela ressaltou que, assim como nos dias de Noé, se permitirmos que a motivação maligna entre em nossos corações, não obteremos a graça divina. Assim como Noé ouviu o chamado de Deus e internalizou em seu coração, até o ponto de o chamarem de louco, assim devemos agir para que a voz do maligno não tenha espaço em nossa mente e sentimentos. “Quando você internaliza a mensagem de Deus o Diabo não tem vez”, afirma.

Numa referência ao lema das mulheres “Todas Por Uma Igreja Mais Unida, Avivada, Missional e Relevante”, a preletora lembrou que só seremos uma igreja unida se escutarmos à voz de Deus e seu chamado, ao invés de darmos ouvidos às próprias motivações e anseios.

Também seremos uma igreja mais avivada se entendermos a aliança que Deus fez conosco antes mesmo de atendermos o seu chamado. Assim o avivamento em nossa vida será uma consequência natural da obediência à voz de Deus. “Ao passarmos por situações onde alguém nos fere precisamos orar assim: aviva a tua obra em Mim Senhor”, ensina a preletora.

Da mesma forma, segundo a preletora, seremos uma igreja mais missional se acreditarmos que Deus provê todas as coisas. “Uma igreja missional é aquela que desfruta da provisão diária na arca”, lembra. Por fim, Ester Olegário lembrou as mulheres que seremos uma igreja mais relevante se confiarmos que é Deus que mantém a nossa vida.

Veja todas as fotos clicando aqui